Básicos do Hosting – Tema 3 : Criação

Básicos do Hosting – Tema 3 : Criação

Domínios e Hospedagem podem ser pontos críticos que ditarão a qualidade e estabilidade de um site. Porém, nenhum desses itens importará se o servidor não for bem aproveitado.

Após a contratação de uma hospedagem, é preciso escolher como seu site será criado, e falaremos mais sobre essa decisão abaixo. As duas formas mais emblemáticas são citadas abaixo:

Contratando profissionais

A forma mais simples de criar seu site e garantir qualidade certamente é abrindo o bolso e investindo financeiramente em um profissional ou equipe especializada no assunto.

Apesar de exigir o pagamento de terceiros, essa opção permite que indivíduos sem qualquer conhecimento técnico possam ter seus próprios sites, se aproveitando de todos os recursos oferecidos pelo servidor e o ambiente contratado justo ao provedor de hospedagem.

Um dos maiores benefícios que podem ser vistos nesta escolha é o fato que a alta demanda de profissionais dessa área mantém o setor aquecido, apostando na abundância de mão-de-obra e na grande concorrência vista no setor.

Das formas de ter um site feito por meios contratáveis, se destacam as feitas via:

  • Agências de desenvolvimento : pequenas ou grandes empresas que possuem seus próprios times de desenvolvimento, possibilitando um leque grande de serviços contratáveis pelo cliente. Por ser uma estrutura mais robusta, costuma ser mais onerosa financeiramente, com a compensação de permitir a assinatura de contratos e compromissos sólidos, sendo negociadas cláusulas de multa para ambos os lados, no caso de distrato.
  • Profissionais Autônomos : indivíduos especializados na área de desenvolvimento, que atuam por conta própria, tornando os custos menores, em geral, e possibilitando um contato com mais direto com o programador, que é de fato quem irá meter a mão na massa para a criação de seu projeto. Esta é uma opção um pouco mais informal, já que normalmente não existe uma empresa ou estrutura como forma de dar mais garantia à conclusão do projeto. Um vínculo muitas vezes informal se cria entre o desenvolvedor e o cliente. A CUBIX forma parcerias com desenvolvedores autônomos, e alguns deles publicam seus contatos para possível contratação.

 

Fazendo pessoalmente

Ao invés de gastar recursos com a contratação de profissional(is) para criar seu site, é possível se utilizar de ferramentas de mercado próprias para este tipo de trabalho.

O nível de flexibilidade e usabilidade dessas ferramentas pode ser uma solução rápida para a criação de sites simples e objetivos, porém com baixa dinamicidade e otimização, quando comparado ao que poderia ser desenvolvido por terceiros.

Algumas opções:

  • Utilizar um Criador de Sites, que pode ser encontrado em diversos fabricantes
  • Uma CMS como o WordPress, Drupal ou Joomla
  • Instalar um Template adquirido na Internet

É importante ressaltar que para realizar a criação de seu próprio site pessoalmente, será necessário se preocupar com detalhes técnicos diversos, desde alinhamentos das imagens, até a configuração correta de plugins ou plataformas de pagamento, no caso de um eCommerce.

A opção de criar o próprio site pessoalmente normalmente é recomendada para quem já possui alguma experiência com informática, ou tem contato direto com alguém que atue no setor. Por fim, sempre há o caso de quem se aventure, procurando justamente aprender mais do assunto.

Conclusão

Quando um cliente procura elaborar o site de seu negócio, muitas vezes negligencia a etapa de criação, e por falta de conhecimento espera que uma estrutura pré-pronta e simples supra essa lacuna.

Essa concepção incorreta pode resultar na impressão que criar um site ou sistema online é uma tarefa simples, o que dificilmente é, dadas que são várias as variáveis que envolvem desde o design gráfico dos mesmos, até o funcionamento coordenado e impecável das engrenagens que possibilitarão aquele sistema de entregar uma experiência que atenda as expectativas deste mesmo cliente.

 

Fechar Menu